sábado, março 18, 2006

U KURUPI

Com sua longa, imensa, enorme verga salbaje enrolada en la cintura, u Kurupi faz sucesso até hoje em todo u território paraguaio.

Ele gosta de mininos assim como di mininas. Es considerado un bicho maléfico. Porque longas, minina Índigo, longas y gruessas son las vergas dus Kurupis. Umas di 9 metros. Otras di 12 metros. Otras de até 18 metros.

Non hay tamanho oficial. Los tamanhos variam de Kurupi pra Kurupi. Nunca se sabe al cierto. Non hay estudios científicos. Pero se sabe (en Paraguay também se sabe una porrada di cosas) que la verga dus Kurupis son exageradamenti longas.

Los putos ficam encantados. Las putas ficam assustadas. Las mininas birgens lo idealizam um poko nomás. Pero todos. Todos en Paraguay les respetam a los Kurupis. Putaquelospariu qué muchos estragos pode fazer um Kurupi com su enorme verga dura!

Us Kurupis sabem ficar invisíbles. Por isso nunca ninguém los vê cruzando la frontera. Mas quando están bisibles, las mininas gostam. Gostam de ser abrazadas. Abrazadas por su pau imenso. Hay mininos que também se apasionam por ele. Ele non precisa penetrar los mininos y mininas com sua verga. Para satisfazer suos instintos sexuales, para gozar como um homem di verdade, basta-lhe encostar la glande grande y cor de rosa en la piel, en el cuerpo, en la flor de los lábios de los adolescentes ainda belamente imaturos.

Suo pene enorme impressiona estudiosos di todo el mundo. En Mitos Vivientes de Misiones, Elsa Leonor Pasteknik diz que u Kurupi gosta di roubar mozas quinceañeras. Mas quando essas mininas paraguaias engravidam, de suas bucetas nascem somente deformados filhos.

Ele já foi visto andandu di duas pernas. Mas también ya fue visto caminando di quatro pernas arrastrando su enorme verga por la calle.

Dizem que u Kurupi tem poderes especiais. Tem uma forza espantosa. Y hay los que creen que ele es un duende protetor de los enamorados y de las mulheres embarazadas.

Muitos estudiosos confunden Kurupi com Yasiyaterê.

Alguns Kurupis usam grandes bigotes.

Quando están romanticos, enlazan las mininas por la cintura com sua imensa verga, y dicen, en suos oubidos, delicadas, salvajes, antigas bobagens en guarani. Las mininas se sentem mais mininas. Mais selvagens. Mais ardentes. Mais femininas. Mais belas. Mais mulheres. Mais en flor. La noche quente combina ainda mais com ellas. Sus ollos brillam.

Las mininas nunca imaginaram que un monstruo paraguayo podria ser un cara legal.

0 Comments:

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home